Vitaminas do grupo A nos produtos

Vitamina A (retinol) afeta a função de barreira das mucosas, pele, permeabilidade das membranas celulares, a biossíntese de seus componentes. Existem três vitaminas A - A 1 , A 2 , cis-forma de vitamina A 1 , chamado neovitamina A. As formas de vitaminas do grupo A existem como estereoisómeros, mas apenas algumas têm atividade biológica. O sintoma da deficiência de vitamina A em animais e seres humanos se manifesta na inibição do crescimento, redução do peso corporal, exaustão geral do corpo, lesões das mucosas, pele e olhos.

Avitaminose A



Com avitaminosis A, a pele torna-se seca, escamosa, os processos secundários putrefativos e purulentos começam. Também afeta o epitélio da mucosa do aparelho respiratório, digestivo e urogenital. Ocorre um dano característico do globo ocular - secura da córnea do olho devido à obstrução do canal lacrimal, cuja cobertura também é submetida à queratinização. O globo ocular não é lavado com uma lágrima que possui uma propriedade bactericida e desenvolvem-se microorganismos putrefativos na superfície da córnea. Como resultado, há inchaço, inflamação da conjuntiva, amaciamento e ulceração e córnea. Um sintoma específico da hipovitaminosis A é a cegueira da galinha ou da noite, expressa na perda da capacidade de distinguir os objetos no crepúsculo, embora durante o dia a pessoa veja normalmente.

Produtos que contêm vitamina A

A necessidade de um organismo em vitamina A deve ser fornecida por um terço dos produtos que contêm retinol:

  • gema de ovo,

  • manteiga,

  • creme,

  • rim

  • fígado,

  • Produtos lácteos fermentados,


  • e dois terços dos produtos que contêm caroteno:

  • cenouras,

  • damascos,

  • ameixa,

  • Repolho,

  • alface,

  • batatas,

  • Fígado de peixe,

  • Todos os frutos amarelos,

  • vegetais de folhas verdes escuras.


  • Usando produtos contendo vitaminas do grupo A, deve-se ter em mente que a atividade vitamínica do caroteno nos alimentos é três vezes menor que a do retinol (vitamina A), por isso as frutas e vegetais frescos precisam comer três vezes mais que os produtos cozidos de origem animal.