Inflamação do tubérculo seminal: sintomas, causas, tratamento

O tubérculo seminal representa uma certa elevação na parte da próstata da uretra masculina, que tem a aparência de um montículo. Como todas as áreas do corpo humano, pode inflamar-se, e essa inflamação é chamada de colliculite.

A verdadeira colliculite é uma inflamação direta do tubérculo seminal. No entanto, o processo inflamatório pode passar para esta área a partir da próstata, a parte posterior da uretra, o epidídimo e as vesículas seminais.

Se houver uma violação do suprimento sanguíneo e da condução nervosa na área da mata da semente, surgem condições estagnadas na pequena pélvis, o que leva ao desenvolvimento da infecção e à aparência de uma colliculite primária.

Colliculite secundária, esta é a consequência da inflamação das vesículas seminais e da parte posterior da uretra.

Sintomas de inflamação do tubérculo seminal



Os sinais da doença em muitos casos são sensações desagradáveis ​​e até mesmo dor na virilha, um sentimento de um corpo estranho no ânus. Neste caso, pode haver uma mistura de sangue na primeira porção de urina, secreção da próstata, esperma. A natureza da micção pode mudar, quando o fluxo de urina pode ficar magro e intermitente. Quando a doença se sente enfraquecendo o orgasmo, o enfraquecimento das erecções adequadas eo fortalecimento da espontaneidade.

Diagnóstico e tratamento da colliculite



A coliculite é diagnosticada com uretroscopia, o que permite determinar a imagem da doença. É importante reconhecer os agentes causadores de doenças que levam à inflamação do tubérculo seminal.

Para tratar uma inflamação de um tubérculo de semente é necessário confiar somente ao médico-urologista. Em geral, os antibióticos e outros agentes antimicrobianos de uso local e geral são prescritos. Os métodos de fisioterapia estão envolvidos, tushirovanie concentrou soluções de nitrato de prata e instalação da uretra. Com hipertrofia do tubérculo espermático, a eletransecção é realizada para normalizar o ato de micção.

Duração do tratamento: inflamação do tubérculo seminal é determinado pela gravidade e forma da colliculite. Para o período de tratamento deve abster-se de relações sexuais.

Os antibióticos utilizados no tratamento inibem a reprodução e o desenvolvimento de microorganismos, e os agentes antiinflamatórios suavizam os sintomas da inflamação.

A fisioterapia pode acelerar significativamente o tratamento sem efeitos colaterais, é completamente segura. Em particular, com a diatermia, o aquecimento por corrente elétrica de alta freqüência é realizado, o que leva a vasodilatação, melhora da circulação sanguínea nos órgãos genitais e pequena pelve. Tais procedimentos contribuem para a restauração de tecidos danificados.

Ao instalar a uretra, uma injeção especial é injetada com uma seringa especial, depois de ter tratado a abertura externa da uretra e a glande do pénis com um anti-séptico. Os departamentos de uretra são submetidos a tratamento de drogas por um quarto de hora.

Lubrificação (Stewing) com soluções concentradas de nitrato de prata - remove a estagnação do sangue no tubérculo seminal, pelo que o edema é removido.

Em uma forma grave da doença, realiza-se eletransecção, o que normaliza o processo de micção, que é perturbado pela inflamação severa.

Os imunomoduladores são chamados a realizar ações antioxidantes e anti-inflamatórias, para prevenir a disbacteriose. Eles são capazes de eliminar os efeitos colaterais dos antibióticos.

Às vezes, um método de terapia de lama na forma de tampões retais é usado. Este procedimento estimula a circulação sanguínea nos órgãos genitais e restaura a potência e a erecção.

Quando se estreita na uretra, especialmente desagradável em casos de inflamação severa, são utilizadas lâminas. Todos os procedimentos necessários e seu número são selecionados pelo urologista, levando em consideração o curso da doença.

O prognóstico da doença é favorável, no entanto, o principal aqui não é iniciar a doença. Juntamente com a retirada da dor, a função sexual é restaurada. No entanto, quando a doença é levada a uma forma grave, a duração do tratamento depende, em grande medida, da identificação correta da causa da infecção.